Gestão 22/11/2019 - 17:33 - Wladimir Machado/Governo do Tocantins

Workshop marca um novo tempo para Turismo e Cultura da região do Cantão

Tom Lyra destacou a importância do evento para região no sentido de promover a união e a integração dos municípios que compõe as regiões dos lagos e rios do Cantão  Tom Lyra destacou a importância do evento para região no sentido de promover a união e a integração dos municípios que compõe as regiões dos lagos e rios do Cantão - Ascom/Adetuc
A região do chamado Cantão abriga rios, florestas e uma rica biodiversidade A região do chamado Cantão abriga rios, florestas e uma rica biodiversidade - Ascom/Adetuc

Os gestores municipais e representantes do trade do turismo de cinco municípios que compõem a região do Cantão, dentre eles Caseara, Araguacema, Marianópolis, Pium e Divinópolis, participaram nesta sexta-feira, 22, do 1º Workshop de Turismo de aventura, ecoturismo, pesca esportiva e artesanato. O evento ocorreu, no município de Caseara, distante 256 km de Palmas.

O Workshop é uma realização do Governo do Estado do Tocantins, por meio da Agência do Desenvolvimento do Turismo, Cultura e Economia Criativa (Adetuc), em parceria com a prefeitura municipal de Caseara. O evento teve como intuito discutir questões voltadas a promoção do Turismo e da Cultura da região do Cantão, através de palestras que abordaram etnoturismo, ecoturismo, pesca esportiva, empreendedorismo, turismo em unidades de conservação e sobre o sistema de cadastro de pessoas físicas e jurídicas que atuam no setor de turismo (Cadastur), produção associada ao turismo, além da exposição de artesanato.

Na abertura do evento, o presidente da Adetuc, Tom Lyra, destacou a importância do workshop para a região, no sentido de promover a união e a integração dos municípios que compõe a região dos lagos e rios do Cantão. “O Cantão é uma região estratégica para o ecoturismo. Portanto, a proposta do Workshop é exatamente qualificar toda cadeia de turismo e cultura, a fim de fomentar a atividade e, consequentemente, gerar mais emprego e renda para a população, conforme preconiza o governador Mauro Carlesse”, considerou o presidente.

O presidente do Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins), Sebastião Albuquerque, que participou do evento, lembrou a importância dos atores envolvidos no turismo conhecerem as leis que regem ao meio ambiente.” O ecoturismo, associado à preservação da fauna e da flora, traz grandes resultados positivos, porque permite o desenvolvimento do turismo de forma sustentável”, lembrou Albuquerque.

Para o palestrante e representante da empresa Jalapão 100 limites, Cleib Fernandes Filho, o evento serviu para trocar experiência e incentivar o trade local, a fim de alavancar o turismo da região do Cantão e gerar benefícios para população.

Segundo o superintendente de Desenvolvimento de Cultura da Adetuc, Álvaro Junior, a região do Cantão é rica em matérias-primas para a produção do artesanato de forma sustentável. “O evento é de grande importância para o fomento do artesanato, pois a cultura local agrega-se ao turismo. Nesse sentido, queremos qualificar os artesãos da região a fim de promover a valorização e geração de renda”, destacou.

Cantão

A região do chamado Cantão abriga rios, florestas e uma rica biodiversidade. Além disso, possui cenários naturais favoráveis para o turismo de aventura, ecoturismo e observação da fauna e flora.

A região, que compreende os municípios de Araguacema, Caseara, Lagoa da Confusão e Pium, tem características singulares, por ser área de transição entre os maiores ecossistemas brasileiros: a Amazônica e o Cerrado; integra ainda a Área de Proteção Ambiental (APA) da Ilha do Bananal, o Parque Estadual do Cantão, o Parque Nacional do Araguaia e o Parque Indígena do Araguaia, formado pelas etnias Karajá e Javaés.

Entre os atrativos, quem visita a região tem a oportunidade de desfrutar de rios, praias, trilhas e igapós. As praias, formadas ao longo do Rio Araguaia, atraem milhares de turistas a cada ano, no período de estiagem, em especial no mês de julho, alta temporada. Os destinos mais procurados nesta modalidade são os municípios de Araguacema e Caseara.

No entanto, durante o período de cheias, o rio apresenta maior diversidade de espécies de peixes e pássaros exóticos, além de outros animais da fauna brasileira, propiciando atividades voltadas à pesca amadora e à observação.

Na divisa com o estado do Pará, o Araguaia encontra-se com os rios do Coco e Javaés, formando uma espécie de delta e em toda a região do Parque Estadual do Cantão encontram-se lagos, canais e ilhas. Entre os roteiros mais frequentes estão as trilhas dos grandes lagos Três Pernas, Benta, Cabana e Cega-Machado. Os aventureiros, praticantes do Arvorismo, também vão se encontrar no Cantão, lugar tão vasto em extensão quanto em opções de diversão e encantamento.