Projetos 17/12/2019 - 15:09 - Seleucia Fontes / Governo do Tocantins

Reunião geral da Adetuc confirma balanço positivo do segundo semestre

Durante a reunião, Tom Lyra agradeceu o trabalho da equipe Durante a reunião, Tom Lyra agradeceu o trabalho da equipe - Flávio Cavalera/Governo do Tocantins
Gestores apresentaram balanços de cada setor Gestores apresentaram balanços de cada setor - Flávio Cavalera/Governo do Tocantins

“Os dados apresentados mostram e credibilizam o nosso trabalho”, avaliou o presidente da Agência do Desenvolvimento do Turismo, Cultura e Economia Criativa (Adetuc), Tom Lyra, após acompanhar as apresentações dos relatórios de trabalho do segundo semestre das superintendências, diretoria, gerências e assessorias da pasta, na manhã desta terça, 17. A equipe esteve reunida durante toda a manhã no auditório do Memorial Coluna Prestes, na Praça dos Girassóis, em Palmas.

Os relatórios comprovam que o primeiro ano da Adetuc foi de muito trabalho e registrou a consolidação de vários projetos e início de novas ações no segundo semestre, que terão continuidade no próximo ano. “Nós só temos o que comemorar nesses 11 meses juntos”, reafirmou Lyra, enfatizando a autonomia de gestão dada pelo governador Mauro Carlesse e o esforço da equipe que gerou grandes resultados.

Para se ter ideia do volume de trabalho, o Setor de Convênios analisou 328 novas emendas nos últimos meses, bem como 2.594 processos antigos. O diretor de Administração e Finanças, Gustavo Henrique Rodrigues, também pontuou o grande volume de outras atividades nos demais setores, como Recursos Humanos, que geralmente passam despercebidas.

Também enfatizaram o aumento de demanda e o bom trabalho desenvolvido em consonância com as demais áreas da Adetuc, a assessora Jurídica Idê Regina de Paula, e a chefe da Assessoria de Comunicação, Caroline Setúbal.

Turismo

A Superintendência de Turismo apresentou dados de crescimento de demanda turística nas praias tocantinenses durante a temporada 2019 e no Jalapão. A gestora, Maria Antônia Valadares, também pontuou o aumento em 191% de registro de empresas do trade no sistema de Cadastro do Ministério do Turismo, o Cadastur, além de enfatizar a importância das capacitações da Gerência de Qualificação Turística para comunidades quilombola e indígena, além de artesãs de Babaçulândia Xambioá.

A superintendente também registrou o andamento dos programas financiados pelo Projeto de Desenvolvimento Regional Integrado e Sustentável do Tocantins (PDRIS), com recursos do Banco Internacional para Reconstrução e Desenvolvimento (BIRD): Observatório do Turismo, Pesca Esportiva, Turismo de Base Comunitária e Turismo de Observação de Aves.

Já a Gerência de Promoções Turísticas atuou no Rally Sertões, que passou por São Félix, no Jalapão, e Porto Nacional, em workshops realizados em Caseara, Babaçulândia e Natividade, as Olimpíadas Indígenas dos povos da Ilha do Bananal, participação na Feira de Negócios de Palmas (Fenepalmas), além de importantes eventos de divulgação turística nacional e internacional, o Congresso da Abav, em São Paulo, em setembro, o WTM de Londres e o Festuris Gramado, ambos em novembro.

Maria Antônia ainda enfatizou a visita ao Jalapão do ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, e o presidente da Embratur, Gilson Machado Neto, trazendo grande visibilidade ao Estado.

Cultura

A superintendente de Cultura, Lorena Ribeiro de Santana, apresentou a atuação em ações voltadas ao fortalecimento do setor, como o Choque Cultural, que promoveu o mapeamento da produção manual e de artesanato em quatro regiões do Estado, bem como a emissão de carteiras de artesão para estes profissionais, parcerias em ações artísticas de instituições como o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, Universidade Federal do Tocantins e Tribunal de Justiça.

Também ressaltou as parcerias na realização de importantes projetos e eventos, como a reabertura do Museu do Estado do Tocantins, Palacinho, o projeto Sexta Cultural, que em seis edições promoveu shows, intervenções artísticas e venda de produtos artesanais e gastronômicos, a programação dos 31 anos do Estado, a realização da primeira reunião fora de Brasília do Programa do Artesanato Brasileiro (PAB), o incentivo e apoio a participação de artesãos nas principais feiras do País, em São Paulo, Pernambuco, Brasília e Minas Gerais. Além de lembrar da importância do trabalho de fiscalização da aplicação do dinheiro de emendas voltadas a atividades artísticas e culturais.