Gestão 12/04/2019 - 09:54 - Wladimir Machado

Voo comercial de Palmas a Recife, fomentará o trade turístico no Estado

Representantes da Azul - Foto Emerson Silva (1) (2).JPG Representantes da Azul - Foto Emerson Silva (1) (2).JPG - Emerson Silva
Assinatura Tare Azul - Foto Emerson Silva (177).JPG Assinatura Tare Azul - Foto Emerson Silva (177).JPG - Emerson Silva

A diretoria da Azul Linhas Aéreas foi recepcionada na manhã desta quinta-feira, 11, pelo presidente da Agência do Desenvolvimento do Turismo, Cultura e Economia Criativa (Adetuc), Tom Lyra, na sede do órgão.  Após a visita ao presidente da Adetuc, o diretor de distribuição e alianças da Azul, Marcelo Bento, acompanhado do diretor da companhia em Palmas, Flávio Henrique da Silva, assinou na tarde de quinta-feira, no Palácio Araguaia, com o governador Mauro Carlesse o Termo de Acordo de Regime Especial (Tare). A cerimônia de assinatura do documento contou ainda com a presença de deputados, secretários estaduais, representantes do trade do turismo, além do prefeito de Gurupi, Luarez Moreira.

Segundo o presidente da Adetuc, Tom Lyra, a concessão do benefício fiscal sob o combustível para a aviação, concedida à Azul Linhas Aérea, por meio do Termo de Acordo de Regime Especial, do voo comercial de Palmas a Recife, fomentará o trade do turismo do Estado.

“O Estado é muito grato a Azul por nos ofertar mais um voo, ligando Palmas ao nordeste e demais cidades, além do exterior”, disse Tom Lyra, enfatizando a importância da nova rota ao turismo, ajudando no crescimento em torno de 20 a 25% de ingresso de pessoas ao Estado, o que também reflete positivamente para o aumento na ocupação dos leitos hoteleiros e todo o trade do turismo que impulsionará a geração de mais emprego e renda para a sociedade.  

Segundo o diretor da Azul, Marcelo Bento, a companhia implantará, a partir do dia 06 de julho, o voo ligando Palmas diretamente a Recife, pela manhã e com retorno pela parte da tarde, o que facilitará o acesso de turistas e usuários tocantinenses em geral a todas as capitais do Nordeste, sem necessidade de escalas em Brasília ou São Paulo. Nesse sentido, a nova rota também facilitará atração dos nordestinos ao Estado do Tocantins.

“Hoje é um dia muito especial para Azul com a celebração dessa parceria com o Tocantins, onde o Estado nos ajudou a estabelecer esse novo destino”, considerou o direto da Azul, ressaltando que Recife é uma base que oferta cerca de 50 voos por dia para várias cidades do país, além dos voos diretos que saem de Recife para os Estados Unidos, além da parceria com TAP que opera para Lisboa, em Portugal, oferecendo mais condições para os turistas chegarem até Palmas.

“Esse é apenas um começo com voos aos sábados e conforme a demanda for aumentado poderemos ofertar mais voos”, explicou Bento, enfatizando que a aeronave para essa rota entre Palmas e Recife, será realizado por um jato Embraer 195, com capacidade para 118 assentos.

A azul também está avaliando uma possível operação de voos para cidade de Araguaína, conforme uma solicitação do Governo do Estado. Mas para isso, segundo o diretor da Azul, o aeroporto precisa passar por algumas adequações para voos com jatos que necessitam de operações por instrumentos em possíveis voos noturnos. A companhia também sinalizou a possibilidade de oferta de voos, no futuro, para o município de Gurupi.

Benefício fiscal

A disposição das empresas aéreas que operam no Estado de ampliar seus voos surge no mesmo momento em que entra em vigor a redução de 14% para até 3% no ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) dos combustíveis para aviação. Segundo informações da Secretaria da Indústria, Comércio e Serviços (SICS), a alíquota do tributo terá queda progressiva na base de cálculo conforme investimentos das empresas aéreas na aviação comercial no Tocantins.