Gestão 09/06/2020 - 16:49 - Seleucia Fontes / Governo do Tocantins

Governo e prefeituras discutem protocolos de segurança para a região do Jalapão

Reunião desta terça envolveu gestores municipais e estaduais Reunião desta terça envolveu gestores municipais e estaduais - Flávio Cavallera/Governo do Tocantins
Segundo Sebastião Albuquerque (e), tendência nacional é manter parques fechados por mais tempo Segundo Sebastião Albuquerque (e), tendência nacional é manter parques fechados por mais tempo - Flávio Cavallera/Governo do Tocantins

Até o final de junho, os protocolos de segurança que nortearão a reabertura da Região Turística Encantos do Jalapão estarão definidos. Um calendário de ações neste sentido foi discutido nesta terça, 9, em reunião na sede da Agência do Desenvolvimento do Turismo, Cultura e Economia Criativa (Adetuc) com a equipe da Pasta, Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins), prefeitos e secretários de Meio Ambiente e Turismo de Mateiros, Ponte Alta e São Félix do Tocantins.

O encontro foi conduzido pelo presidente da Adetuc e secretário da Indústria, Comércio e Serviços (Sics), Tom Lyra, que ouviu dos presentes suas demandas e sugestões a serem repassadas ao governador Mauro Carlesse. “Estamos trabalhando em parceria com as prefeituras municipais para garantir segurança aos moradores da região e aos turistas”, disse o gestor, lembrando que, em 2019, o Jalapão recebeu mais de 50 mil visitantes, sendo 35% oriundos de São Paulo, que hoje é o estado com maior número de infectados pelo novo coronavírus (Covid-19).

O Jalapão é a região turística tocantinense mais conhecida dentro e fora do Brasil, mas sua reabertura requer atenção devido a suas especificidades, como a dificuldade de acesso, que ao mesmo tempo preserva belezas naturais e mantém sua população isolada. Para os prefeitos municipais, o maior desafio é a limitação do sistema de saúde. “Os repasses federais para a Saúde são muito baixos, temos que focar nos protocolos de prevenção”, apontou Marlen Ribeiro Rodrigues, de São Félix, enfatizando cuidados especiais com as comunidades quilombolas, como o Prata e Mumbuca, que possuem grande quantidade de pessoas idosas que precisam sentir-se seguras.

“Defendemos uma volta gradativa e responsável”, defendeu o prefeito de Ponte Alta, Kleber Rodrigues de Sousa, ressaltando que a avaliação do surgimento de casos deverá ser constante. João Martins Neto, gestor municipal de Mateiros também pontuou a dificuldade de manter profissionais da saúde no município, sendo necessário que as medidas preventivas comecem já em Palmas, no aeroporto, com a participação ativa dos operadores de turismo.

O presidente do Naturatins, Sebastião Albuquerque, lembrou que o Conselho da Área de Proteção Ambiental do Jalapão, que conta com representação de todos os municípios e da Adetuc, já está trabalhando em protocolos de segurança que deverão passar pela aprovação do Comitê Gestor de Crise para Prevenção da Covid-19, coordenado pelo próprio governador Mauro Carlesse. O gestor sugeriu que se faça um levantamento da atual demanda por viagens junto aos operadores de turismo. “Neste momento, a tendência de todos os estados é manter os parques estaduais e nacionais fechados”, explicou Albuquerque.

Resoluções

Ao final da reunião, ficou definido que 22 de junho será o prazo máximo para que os municípios do Jalapão apresentem seus protocolos de segurança, que deverão ser definidos pelos respectivos Conselhos Municipais de Turismo. No dia 25 haverá uma videoconferência para alinhamento das propostas e está previsto para o dia 30 um encontro com gestores estaduais e municipais, bem como todos os representantes do trade turístico para a definição da proposta de abertura das operações turísticas.