Música 29/07/2020 - 14:05 - Seleucia Fontes / Governo do Tocantins

OMB-TO e Sindimusi-TO discutem projetos e parcerias com o Governo do Estado

Durante reunião, músicos reafirmaram desejo de sintonia com a Adetuc Durante reunião, músicos reafirmaram desejo de sintonia com a Adetuc - Flávio Cavalera/Governo do Tocantins

Propostas voltadas ao fomento da classe musical neste momento crítico de pandemia. Esta foi a pauta de reunião realizada nesta quarta, 29, entre a vice-presidente da sede da Agência do Desenvolvimento do Turismo, Cultura e Economia Criativa (Adetuc), Mounira Hawat, a superintendente de Cultura, Lorena Ribeiro e representantes do Conselho Regional da Ordem dos Músicos do Brasil (OMB-TO) e do Sindicato dos Músicos do Tocantins (Sindimusi-TO).

As gestoras aproveitaram para relatar algumas ações em curso e solicitar o apoio das duas entidades na mobilização dos artistas. Entre elas, a reativação do Conselho de Política Cultural (CPC-TO), sendo hoje o último dia para votação. “O Conselho é fundamental para a aprovação de projetos com aporte do Fundo Estadual de Cultura”, explicou a vice-presidente, ressaltando o interesse do Estado, do governador Mauro Carlesse e do presidente da Adetuc, Tom Lyra, em concluir este processo eleitoral.

Sobre a aplicação da Lei Aldir Blanc, Lorena Ribeiro lembrou que será feita uma consulta online para verificar as demandas de cada setor da Cultura, para que a distribuição ocorra de forma equilibrada e atendendo as reais necessidades de cada categoria. “Também desenvolveremos uma campanha de orientação às prefeituras e aos artistas, estamos apenas aguardando a regulamentação da Lei” ressaltou, enquanto Mounira enfatizou que a equipe da Cultura está trabalhando de forma técnica, organizando toda a parte documental, para efetuar a aplicação deste aporte em projetos de interesse da classe. “Nossas portas estão abertas também para projetos”, completou.

Somos Todos

Os músicos questionaram o adiamento das ‘lives’ do projeto Somos Todos o Tocantins na cidade de Gurupi. A ação é realizada pelo Instituto Cidadania Amazônia, com aporte de emenda parlamentar da deputada estadual Cláudia Lelis, e apoio do Governo do Estado, por meio da Adetuc, e visa apresentações musicais com transmissão online. A primeira etapa ocorreu com artistas de Palmas, entre os dias 13 e 19 de julho. Outras etapas ocorrerão em Gurupi e Araguaína.

Mounira Hawat explicou que a suspensão provisória das outras etapas foi solicitada pela produtora responsável pelo suporte técnico, em função do aumento de casos de Covid-19 nestas cidades. Ao mesmo tempo, a Prefeitura de Gurupi informou a impossibilidade de ceder o Centro Cultural Mauro Cunha para as apresentações, em atendimento ao Decreto Municipal Nº 0780/2020, que adotou medidas mais restritivas para combater o contágio. “Mas a continuidade do projeto está garantida, vamos apenas aguardar alguns dias para solicitar a retomada ao Instituto”, explicou a vice-presidente.

As gestoras também repassaram informações sobre o andamento do Plano de Cultura, que se encontra na Casa Civil, e sobre a Plataforma +Brasil, uma ferramenta integrada e centralizada do Governo Federal, destinada à informatização das transferências de recursos oriundos do Orçamento Fiscal e da Seguridade Social da União. Os recursos da Lei Aldir Blanc serão operacionalizados por meio desta plataforma.

Retorno

O presidente da OMB-TO, Jeremias Moreira, pontuou que hoje o Estado possui oito entidades representando o segmento cultural e que representam 2.773 músicos registrados. “Estamos trabalhando para reunir projetos de todas estas instituições e atender o máximo de músicos”, disse, enquanto o vice-presidente, Luciano de Souza, e o diretor do Sindimusi, Eduardo Andrade, enfatizaram a importância do trabalho com os municípios, que podem beneficiar artistas que não estão registrados em nenhuma entidade.

O diretor jurídico da OMB-TO e do Sindimusi-TO, Márcio Martins, reiterou que as duas entidades estão dispostas a colaborar com ações concretas que resultem em repasse de recursos para os artistas. “Reconhecemos o esforço e esperamos que a Adetuc mantenha a sintonia com o Sindicato e a Ordem dos Músicos”, completou.